Cartórios locais têm intérprete de Libras

Desde segunda-feira (18), deficientes auditivos têm à disposição nos cartórios de Sorocaba um intérprete da Língua Brasileira de Sinais (Libras). Por meio de teleconferência, o novo sistema passa a integrar o atendimento presencial no cartório, evitando que o surdo seja obrigado a levar consigo um intérprete para poder requerer serviços nesses estabelecimentos. A iniciativa é da Associação dos Notários e Registradores do Estado de São Paulo (Anoreg/SP) com base na Lei Federal nº 13.146/2015, que regulamenta a prestação de serviços às pessoas com deficiência. Para cumpri a lei, a Anoreg fez parceria com uma empresa que dará esse suporte pela internet, inclusive com os serviços de profissionais de Libras. Aliás, Libras é considerada a segunda língua oficial do País, porém, poucos são os que a conhecem.

Beneficiados

Conforme dados do último Censo (2010) realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em Sorocaba, 28.728 pessoas têm dificuldades para ouvir. Desse número, 1.824 não conseguem ouvir de modo algum; 4.804 têm grande dificuldade para ouvir; e 22.100 têm alguma dificuldade. No Estado de São Paulo, são cerca de 586 mil deficientes auditivos. Embora os cartórios não tenham uma estatística de quantos atendimentos fazem por mês a pessoas com essa deficiência, afirmam que são procurados por elas. “Pelo menos aqui recebemos mais de uma vez pessoas surdas alfabetizadas que, quando não podiam trazer algum intérprete de Libras, escreviam para o atendente”, afirma a tabeliã Sofia Nóbrega Reato, 29 anos, que administra o 3º Tabelião de Notas.

Segundo ela, em Sorocaba, há quatro cartórios de Notas – incluindo o dela -, dois de registros de imóveis, dois de registro civil e um cartório de protesto. Os cartórios têm à disposição 15 minutos para usar o sistema. Adicionais são cobrados. Segundo Sofia, paga-se R$ 2, por minuto adicional. “Não deixaremos de ter o serviço e nada será repassado ao cliente”, destaca. Os cartórios funcionam de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

 

Fonte: Jornal Cruzeiro

Anúncios

Sobre Pablo Eduardo

Formado como técnico em administração pela Faculdade Joaquim Nabuco, Gestor de Recursos Humanos pela faculdade IBGM e Life Coach. Fundador do projeto Libras Diária, onde aborda temas referente a inclusão das pessoas com deficiência nas organizações e tenta conscientizar as pessoas sobre a importância de saber a Língua Brasileira de Sinais - Libras.

Publicado em 12 de fevereiro de 2016, em Notícias, Sem categoria e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s